Entenda o valor de se desconectar do mundo e se conectar com você mesmo

Você já percebeu que, quanto mais emocionalmente insatisfeito você está, mais se deixa contaminar pela opinião do mundo? Pois é... É contra isso que a gente precisa se munir.


A era da superficialidade emocional nos impõe uma série de desafios cotidianos. Estamos cercados de gente frívola, que nos julga pelos bens que conquistamos, ou pelo que deixamos de adquirir. Pouco valem as nossas guerras internas, o que vivemos,  a que tivemos que sobreviver para estar aqui. O tão repetido, e banalizado, "somos o que temos ou aparentamos ter", nunca esteve tão vivo.

Fica cada vez mais difícil se abastecer de amor-próprio quando as críticas são tão constantes. Construir e alimentar um bom marketing pessoal, baseado em fazer as pessoas acreditarem no que você possui, mais materialmente que intelectualmente, já é trivial. Você acaba precisando se arquitetar para fazer parte do grupo; você precisa vestir um sorriso e mostrar seus troféus para que as pessoas te queiram por perto. Afinal, quem quer ser "amigo" de alguém que pouco tem a oferecer?!

Tanta instabilidade, tanto vazio, acaba nos estressando e nos deixando ansiosos. O fast food informacional faz com que a emoção humana perca profundidade e estabilidade. A fluidez dos relacionamentos deixa-nos em uma solidão tóxica, onde personagens simulam ou dissimulam a própria essência, neste teatro social.

Se isso é conveniente, sim. Se verdadeiro e saudável, jamais. Quanto de nós tem na imagem que sustentamos diariamente? E na calada do nosso quarto, quem somos?

2 comentários:

  1. Oie!
    Triste realidade em que vivemos hoje em dia e se você se recusa a viver assim é marginalizado e excluído.
    As pessoas estão muito egoísta atualmente, só ficam no que querem, no que precisam, no que as convém.
    O mundo está carente de Deus e necessita de muito Amor urgentemente.
    Parabéns pelo tema, achei maravilhoso!
    Bjs e sucesso!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.