Um parêntese



Não dá para prever se o próximo verão será de sol forte e solo seco ou de chuvas constantes e vidros embaçados. A vida é tão oscilante, tão perspicaz. Um piscar de olhos e a próxima página a ser preenchida já pode ter sido amassada, descartada... Ao vento e deixada para trás.

Viver é tarefa difícil. Mas só vive bem aquele que aceita a bipolaridade que a existência traz; quem respeita para onde o vento leva e quem confia nas tempestades como válvula para as transformações.

Momentos assim nos fazem perceber que nada nos pertence ou está sob nosso controle. Novos ciclos hão de vir e, acredite, viver vai dar em alguma coisa, basta sentir e aproveitar os banhos de chuva, os abraços apertados, os risos que fazem a bochecha doer. Ainda que passageiros, instantes assim nos fazem acreditar que as próximas horas valerão a pena. 

 
 
  

As fotos lindas foram tiradas pelo Danilo Eduardo 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.