Vale a leitura: série HQ Valente


Vejam bem sobre o que estou me atrevendo escrever! Por influência do marido, no ano passado, me aventurei pelo mundinho do Valente e li os três primeiros volumes da série  (o último volume está na listinha!). De Vitor Cafaggi, as tirinhas vêm sendo publicadas desde 2010 em seu blog e foram compiladas em quatro volumes: os dois primeiros foram lançados de forma independente; o terceiro foi lançado pela Panini Comics (que relançou os dois primeiros originais); em seguida, foi lançado o quarto (claro! rs).

"Toda criança desenha. A diferença é que a gente, que faz quadrinhos, não para [...] Eu não tinha namorada, não fiz judô, nem futebol, então continuei desenhando." (Vitor Cafaggi)

Em entrevista à Panini, Cafaggi conta que lia quadrinhos desde pequeno, mas quis se diferenciar em uma família cujos irmãos liam tirinhas da Disney, Mônica, Luluzinha, desde bem cedo. Ele se aventurou pelas histórias de super-heróis. "Principalmente Homem-Aranha, Capitão América", diz.

A carreira começou desenhando tirinhas do Punny Parker, que são aventuras do Peter Parker. Vitor conta que se identifica com o Homem-Aranha, tímido e apaixonado, e Valente segue essa mesma linha mais autobiográfica. Cafaggi comenta, inclusive, que as tirinhas do anos 80, que lia como recompensa aos momentos mais chatos na infância, ajudaram a formar seu caráter. "Várias coisas que ele [Peter Parker] viveu, foram também coisas da minha infância", pondera.


O Valente, um labrador simpático e apaixonado, apesar de ser um cachorro, comporta-se de forma antropomórfica em situações cotidianas, sempre muito próximas do que qualquer um de nós já viveu ou tem vivido.


Os personagens passam por situações comuns de forma bastante engraçadinha, envolvendo o leitor, que se identifica cada vez mais. As leitoras, a partir do ponto de vista do protagonista ("um homem"), viajam pelas situações vendo o lado masculino de encarar a vida simples.

A leitura é fácil, dinâmica e rápida. O formato é bastante funcional, podendo ser levado na bolsa (com muito cuidado para não amassar, para não levar bronca do marido, no caso...) para onde você for.

Fotos: João Carlos <3

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.