Ano Novo, ainda que tardio.

Precisava tirar o poeira daqui. Afinal, tantos e tantos dias se passaram e nada para alimentar este espaço de ideias. Antes de tudo, Feliz Novo Ano! Que seja feliz esta nova etapa de nossas vidas!



Cada pessoa costuma encarar a chegada de um novo ano de uma forma, mas, de fato, muitos refletem, cada um a sua maneira, sobre o ano que passou e os planos para o vindouro. Anos atrás, fiz listas e listas e já consegui cumprir pelo menos metade delas. E você, como começa o ano?

Mais fácil e, talvez eficaz, seja começar pelo que não gostaríamos em 2015.

1- Assuma a responsabilidade pelos seus atos, ou seja, não culpar o mundo pelas nossas feridas. Isso não quer dizer que devemos nos sentir vitimados, mas, sim, assumir a dianteira de nossas vidas, como forma de amadurecimento.

2 - Diga mais "sim". No ano que passou, como nos anteriores, por uma série de motivos, eu disse não a novas amizades, a novas oportunidades, a pessoas tão diferentes de mim. Encabeçando mil coisas ao mesmo tempo, acabei priorizando algumas atividades em detrimento de outras. Portanto, a ideia é abrir mão dos "nãos" tão enraizados.

3 - Não deixe para amanhã, deixe pra lá. Não vale perder tempo tirando satisfação ou tentando agradar. Um mal-entendido pode ser só uma questão de interpretação.



4 - Abra mão da selfie de vez em quando e vá viver de verdade. Pelas lentes, nem tudo é como realmente é. E nessa de deixar tudo perfeito para o registro, vão-se os melhores momentos.

5 - O agora importa mais. Não há nada mais clichê, mas, ainda que saibamos disso, pouco colocamos em prática. Expectativas e ansiedades geram medo e insegurança. Viver o hoje, neste minuto e da melhor forma possível, acalma nossos corações. Uma coisa de cada vez sendo executadas com capricho rendem bons frutos para o amanhã.

6 - Seja mais confiante. Pare de decidir o que o outro vai achar de você. No mundo concreto, se "auto-curtir" não pega mal.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.