Ela é



Sabe, ela tem o sorriso mais lindo de se ver e a leveza ao caminhar que releva as fragilidades escondidas dentro de si. Os passos rápidos, mas tão endireitados, são guiados pelo balanço dos vestidos de menina mulher.

Ela não tem vergonha de flertar com os seus sonhos continuamente. Sonhos bobos, fugazes, tantas vezes vazios, mas que pode chamar de seus. Ela tem disso: um pouco de harmonia e muito do caos ao encarar a vida.

Mas quando a gente se olha, trocamos conselhos, truques e retruques e o abraço mais cúmplice de todos que há. É que, quando a gente se olha, a gente troca o ar de experiência nesta linha da vida.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.